Facebook libera transferência de dinheiro pelo Messenger através do PayPal

Em 2015, o Facebook apresentou um recurso de transferência de dinheiro pelo Messenger com um cartão de crédito ou débito. Agora, a plataforma se integrou ao PayPal.

Conforme relata o Engadget, basta o usuário tocar no botão “Pagamentos”, dentro de uma conversa, e selecionar a opção “PayPal”. A princípio, a função está disponível somente dos Estados Unidos e para usuários do sistema operacional iOS, sendo que em breve será liberada para Android.

Reprodução

Se a pessoa já configurou o recurso para pagar usando seu cartão, basta tocar no botão “Alterar” e escolher o Paypal para conectar a conta ao Messenger.

Apple e GE anunciam parceria

A Apple e a GE anunciaram nesta quarta-feira, 18, uma parceria para construir um conjunto de ferramentas e desenvolver aplicativos usando o design da Apple e uma compreensão profunda do iOS.

A equipe de vendas da Apple também promoverá a Predix, da GE, como plataforma de análise industrial de internet das coisas para seus clientes e desenvolvedores, enquanto a GE comprometeu-se a distribuir iPhones e iPads como dispositivos corporativos para seus 330 mil funcionários e oferecer o Mac como uma escolha de computador.

A equipe de vendas da Apple também promoverá a Predix, da GE, como plataforma de análise industrial de internet das coisas para seus clientes e desenvolvedores, enquanto a GE comprometeu-se a distribuir iPhones e iPads como dispositivos corporativos para seus 330 mil funcionários e oferecer o Mac como uma escolha de computador.

A questão é que o novo SDK oferece aos desenvolvedores externos e à GE a capacidade de criar aplicativos nativos em cima da plataforma Predix, permitindo que eles aproveitem o ecossistema completo da Apple. Por exemplo, através do aplicativo de gerenciamento de desempenho, criado pela GE, os clientes podem verificar os seus equipamentos industriais, além de compartilhar em tempo real informações, fotos e anotações com a fornecedora.

 

Fonte: https://goo.gl/yLao37

Como evitar golpes no Facebook

O Facebook é uma das redes sociais mais usadas no mundo, com um total de 2 bilhões de usuários. Por isso, não são raros os golpes que visam roubar dados dos internautas ou então espalhar links maliciosos.

Entre os golpes mais comuns na rede social estão os de romance, no qual o golpista geralmente envia mensagens para pessoas que não o conhecem, fingindo ser alguém divorciado, viúvo ou em um casamento passando por dificuldades, com a esperança de se envolver em um relacionamento online;  os de loteria, que afirmam que a vítima recebeu uma quantia em dinheiro e exige informações pessoais; e os de empréstimo, no qual o golpista envia mensagens oferecendo empréstimos instantâneos a uma taxa de juros baixa, mais uma vez, por uma pequena quantia como adiantamento.

Veja o que você pode fazer para evitar cair em golpes:

  1. Links
    Tome cuidado ao receber mensagens de desconhecidos ou mensagens estranhas de desconhecidos e nunca clique em links suspeitos.
  2. Páginas falsas
    Antes de clicar e compartilhar links de alguma página, verifique se não é uma notícia falsa. Muitos links maliciosos usam endereços de Internet similares a sites de notícias grandes e até possuem páginas que copiam o layout oficial.
    Evite também aceitar convites de contas falsas, pois eles costumam ser feitos para aplicar golpes e tentar roubar acesso de usuários na rede.
  3. Aplicativos
    O Facebook permite utilizar aplicativos em conjunto com a rede social. No entanto, alguns desses aplicativos, como de jogos, quizz e testes de personalidade podem ser usados para roubar informações. Para evitar isso, entre nas “Configurações”, procure por “Aplicativo” e remova o acesso de apps suspeitos.
    O mesmo vale para extensões de navegadores. Antes de acessar sua conta na rede social, veja se existe alguma extensão suspeita instalada. Caso tenha, desinstale e só depois faça login no Facebook.
  4. Sessões ativas
    Nas configurações você pode verificar as sessões ativas da sua conta e checar se o seu Facebook foi acessado em algum computador ou região estranha. Para fazer isso, vá em “Configurações”, depois em “Segurança” e procure por “Onde você se conectou”. Caso identifique uma conexão suspeita, toque nos três pontinhos que aparecem ao lado do dispositivo e clique em “Não é você?”. Agora, se você se conectou, mas esqueceu de deslogar, selecione a opção “Sair”.
  5. Autenticação de dois fatores
    Ative a função de autenticação de dois fatores do Facebook. Dessa forma, você saberá sempre que alguém tentar acessar sua conta, pois receberá uma notificação para confirmar que é você que está tentando acessar a rede social.
    A função pode ser ativada na área de “Segurança”. Aproveite para ativar as notificações sobre logins feitos em dispositivos desconhecidos e você ainda pode escolher de três a cinco amigos para caso você perca o acesso a sua conta.
  6. Mude sua senha
    Caso você perceba que caiu em algum golpe, mude sua senha imediatamente – não só do Facebook, mas também de outras redes sociais e e-mails, e avise o Facebook por meio do link www.facebook.com/hacked e seus amigos, pois os hackers podem usar sua conta para tentar espalhar malware para os seus contatos.

 

Fonte: https://goo.gl/q395y9

Google Fotos agora reconhece seus animais de estimação

O Google anunciou que o seu aplicativo de fotos, o Google Fotos agora é capaz de reconhecer imagens dos animais de estimação dos usuários e agrupar todas as imagens automaticamente. Isso significa que você não terá mais que digitar palavras como “cão” ou “gato”, pois o algoritmo irá ordená-las para você.

A nova atualização não só mostra os animais de estimação agrupados ao lado das pessoas, mas também permite que os usuários possam rotulá-los pelo nome, permitindo pesquisas mais fáceis. A plataforma também permite a pesquisa por raça, bem como emoji de animal.

Agora dá para pedir comida pelo Facebook

O Facebook deu mais um passo em sua jornada para “engolir a internet”: agora, a rede social pode fazer delivery de comida. A partir desta sexta-feira (13), os usuários poderão encomendar pratos em restaurantes e receber diretamente em sua casa. O recurso funciona na versão para navegadores e nos aplicativos para Android e iOS, mas está restrita aos Estados Unidos por enquanto.

Para encomendar comida no Facebook, os usuários precisarão apenas entrar no menu da rede social e procurar pela opção “Pedir comida”. A rede social exibe os restaurantes na cidade, incluindo os preferidos da pessoa, e o cardápio para escolher o que comer. O pagamento também é feito no mesmo app, sendo possível optar por retirar a comida no estabelecimento ou receber em casa.

De acordo com o Facebook, a ferramenta suporta grandes cadeias de restaurantes como estabelecimentos locais. Além disso, os usuários poderão aproveitar o seu login em serviços de entregas, como o Delivery.com, para agilizar o processo.

Por enquanto, a ferramenta está sendo liberada para todos os usuários dos Estados Unidos. Contudo, nada impede que a empresa expanda a função de delivery para outros países no futuro, incluindo a integração com serviços locais.

Untitled

Mark Zuckerberg fez uma escolha que deixou muita gente desconfortável na última segunda-feira, 9, quando ele resolveu usar a catástrofe ocorrida em Porto Rico para demonstrar o poder da sua plataforma de realidade virtual.

Acompanhado de Rachel Franklin, que comanda os esforços sociais do Facebook em realidade virtual, o CEO da rede social levou seu avatar a regiões que foram devastadas pelo furacão Maria.

Reprodução

A ação gerou um contraste, com as imagens cartunescas dos executivos em meio ao caos que se tornou a região. Em determinado momento, Zuckerberg e Franklin ainda decidem dar um “high-five” virtual em frente a casas destruídas e ruas alagadas

Reprodução

Zuckerberg aproveitou o momento para falar dos esforços do Facebook para ajudar Porto Rico, como a ativação do Safety Check, uma doação de US$ 1,5 milhão a instituições atuando na área e o uso de inteligência artificial para construir mapas populacionais que podem ajudar a Cruz Vermelha a direcionar melhor operações de resgate.

Chama a atenção que Zuckerberg tenha usado realidade virtual para fazer tais anúncios. Já que o CEO escolheu como resolução para 2017 que visitaria todos os 50 estados norte-americanos, ele poderia ter esticado um pouco sua promessa para ir pessoalmente a Porto Rico, que é um território sob domínio dos Estados Unidos.

Top 6: os celulares campeões em vendas neste ano

Os smartphones da Apple foram os mais vendidos do mundo no primeiro semestre de 2017. De acordo com um relatório da consultoria IHS Markit, iPhone 7 e 7 Plus lideram o ranking dos mais vendidos no ano, enquanto o iPhone 6s segue tendo uma procura bem alta.

Além dos dois iPhones 7 nas duas primeiras posições, o ranking da IHS também coloca o Samsung Galaxy Grand Prime Plus na terceira posição. Em quarto lugar aparece o iPhone 6, enquanto o Galaxy S8 e o S8 Plus foram o quinto e o sexto smartphone mais vendido do mundo, respectivamente.

Apesar dos top de linha da Apple e da Samsung ocuparem as primeiras posições do ranking, o volume de vendas deles foi abaixo do registrado em 2016. No entanto, o relatório não detalhou números de vendas, apenas a posição no ranking dos mais vendidos.

No caso da Samsung, a IHS sugere que o lançamento tardio dos S8 – eles chegaram às lojas em abril, enquanto o S7 foi lançado em março – fez com que a posição deles no ranking fosse abaixo dos modelos de 2016. O S7 Edge, por exemplo, foi o quarto mais vendido do primeiro semestre do ano passado, enquanto o S8 Plus ficou com a sexta posição em 2017.

A variedade de aparelhos com mais de 1 milhão de unidades vendidas aumentou em 2017, chegando a 22 modelos diferentes, enquanto em 2016 eram 17. Os smartphones chineses têm participação importante nisso: são 8, sendo cinco da Oppo, dois da Xiaomi e um da Huawei.

 

Fonte: https://goo.gl/M8vw2Z

WhatsApp Business inicia testes e pode ser usado com número fixo; veja detalhes

O WhatsApp Business já está disponível na Google Play Store para alguns usuários e novos detalhes do aplicativo para empresas foram revelados. Logo de cara, o aplicativo “profissional” do WhatsApp traz um ícone diferente, formado por um B no lugar do gancho de telefone convencional. Além disso, será possível cadastrar as contas em telefones fixos, configurar um perfil público e migrar as suas conversas antigas.

Como já se sabia, o WhatsApp Business vai ser um aplicativo separado. Isso deve ser uma boa notícia para empresários, que poderão separar a sua conta pessoal da profissional e ter as duas versões em um só aparelho. Além disso, a página de suporte do WhatsApp revela que será possível cadastrar telefones fixos ao criar uma conta corporativa.

Para baixar o WhatsApp Business, porém, é necessário responder a uma pesquisa com os dados da sua empresa e esperar até que a sua solicitação seja aprovada. Em seguida, o usuário poderá entrar na Google Play e baixar o aplicativo comercial. Embora o app já esteja disponível em repositórios, como o APK Mirror, não é possível se cadastrar sem um número aprovado pelo WhatsApp.

Confira as principais funções:

Estatísticas: O WhatsApp oferece informações básicas sobre o uso do aplicativo. É possível conferir o número de mensagens enviadas, entregues, lidas e também recebidas na sua conta corporativa. O recurso, aliás, é bastante similar ao que pode ser encontrado atualmente no menu “Configurações > Dados e armazenamento > Uso de rede”.

ReproduçãoPerfil de empresa: As contas corporativas terão um perfil no WhatsApp, porém com mais informações do que a versão pessoal. Além da foto e nome de perfil, será possível definir a localização, o tipo de empresa, descrição, endereço de e-mail e um website. O aplicativo também indicará se a sua empresa foi verificada ou não;

ReproduçãoRespostas automáticas: As empresas poderão definir respostas automáticas para quando estiverem fora de expediente. É possível escolher no calendário os dias e horários nos quais o atendimento não estará disponível, bem como configurar uma mensagem padrão, incluindo textos e emojis;

ReproduçãoMigração de conversas: Caso sua empresa já use o WhatsApp atualmente, será possível migrar a conta atual para uma corporativa. Com isso, haverá uma opção para que as conversas também sejam migradas para o novo app;

O que muda do lado do consumidor

Conforme o publicado pelo Android Police, quando usuário salva o número de uma empresa em sua lista de contato, será possível acessar todas as informações públicas cadastradas pelo administrador. Além disso, ao iniciar uma conversa, o WhatsApp exibirá o aviso de criptografia habitual, além de uma mensagem informando se a conta foi ou não verificada.

ReproduçãoPor enquanto, os testes do WhatsApp Business ainda são limitados às contas aprovadas pela equipe do aplicativo. Para se cadastrar no programa de testes, acesse este link. Caso aprovado, basta entrar no programa de testes da Play Store e fazer o download do app em seguida.

 

Fonte: https://goo.gl/Q1QvC6

Usuários relatam travamentos e perda de autonomia de bateria com iOS 11.0.1

Talvez não seja uma boa ideia atualizar o seu iPhone ou iPad para o iOS 11.0.1. A atualização mais recente do sistema operacional, lançada às pressas para corrigir alguns problemas do iOS 11, parece ter trazido mais problemas do que soluções.

As reclamações variam bastante, sendo a principal delas relacionada à bateria. Usuários reclamam que seus aparelhos tiveram sua autonomia reduzida na comparação com o iOS 11. Talvez ainda mais preocupante é a reclamação de que uma série de apps travam totalmente quando abertos, chegando a forçar o usuário a reiniciar o aparelho.

Outros problemas relatados incluem um bug muito perigoso, no qual o alarme programado simplesmente não dispara se o celular estiver no modo silencioso, o que pode fazer uma pessoa chegar atrasada ao trabalho e potencialmente perder o emprego. Também há relatos de celulares reiniciando sozinhos.

Não é difícil encontrar essas reclamações. O Twitter oficial de suporte da Apple tem sido inundado de queixas, e o mesmo é notado nos sub-reddits da Apple, como percebeu o site TechTimes.

Então, se puder, aguarde um tempo até que a Apple libere pelo menos o iOS 11.0.2, que deve trazer correções, no mínimo, para os problemas mais graves. Se esperar não for uma opção, você pode pular o iOS 11.0 totalmente e ir direto para a versão 11.1 beta, que ainda é experimental, mas pode trazer soluções para problemas imediatos.

 

Fonte: https://goo.gl/giHYXE

Google usa inteligência artificial para encontrar vírus na Play Store

Adrian Ludwig, diretor responsável pela segurança do sistema Android no Google, compareceu nesta semana à conferência Structure Security, em São Francisco. No evento, o executivo falou sobre como o Google combate vírus em aparelhos Android, e revelou que a empresa tem apostado em inteligência artificial para manter o Google Play limpo.

Esse novo sistema tem sido treinado a partir de dados coletados pelo Google Play Services, que incluem informações sobre quais apps são instalados e desinstalados em pouco tempo, o tipo de função que os aplicativos se propõem a fazer e quais recursos do sistema eles acessam. Com base nisso, a I.A. “aprende” qual é o padrão de comportamento de um malware.

Segundo Ludwig, o robô tem ficado cada vez mais inteligente. Seis meses atrás, o software criado pela equipe era capaz de identificar apenas 5% dos vírus mostrados a ele. Na última semana, o mesmo sistema identificou 55%. O objetivo é que, no futuro, essa inteligência artificial torne o trabalho de filtrar o conteúdo da Play Store totalmente automatizado.

Além disso, Ludwig contou ao The Register que, no começo deste ano, 0,6% de todos os dispositivos Android do mundo tinham algum vírus instalado. Desde que a I.A. começou a caçar malware no Google Play, esse número caiu para 0,25%. “Se você me perguntar em que ponto estava a segurança do Android seis anos atrás, ela estava bem longe da dos computadores. Agora nós deixamos os computadores para trás”, acrescentou.

A vantagem do Google ao aplicar inteligência artificial para identificar vírus no Android, segundo o executivo, é que o sistema operacional é o mais utilizado do mundo, está em praticamente todos os países e cobre todas as classes econômicas. Assim, o robô consegue aprender muito mais rapidamente, já que possui muito mais dados à disposição para estudar.

Notícias sobre vírus escondidos na loja oficial de aplicativos do Android surgem regularmente, o que explica o empenho do Google em tentar resolver o problema. Neste ano, a empresa também lançou o Google Play Protect, um antivírus nativo do Android feito para identificar apps maliciosos sem que o usuário precise instalar qualquer coisa.

https://goo.gl/GAVRJq